Clicca sull'immagine per ingrandirla
Fernando Pessoa Nausea. Vontade de nada.

Nausea. Vontade de nada.
Existir por não morrer.
Como as casas têm fachada,
Tenho este modo de ser.
Nausea. Vontade de nada.
Sento-me á beira da estrada.
Cansado já do caminho.
Pouso p’ra o logar visinho.
Mas nausea. Nada me pesa
Senão a vontade preza
Do que deixei de pensar
Como quem fica a olhar…

Aqui la version en italiano

Lascia un commento

Il Tuo Indirizzo Email non sarà pubblicato.

*

Copyright © 2003-2020 – Tutti i diritti riservati. – Disegnato e realizzato da Lio Saccocci

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Condividi se ti è piaciuto!

Dammi una mano, fammi conoscere ai tuoi amici!